POEMA - "NÔMADE"


Eu vago pela vida sozinho
Seguindo em minha caravana solitária
Atravesso ruas, becos, praças e até o deserto
Sem conhecer-me ao certo.

Caminho pelo negrume vale do ocaso
Um nevoeiro denso cobre a estrada
Perdido entre os álamos tenho estado
Sem descobrir o meu fado.

Avisto ao longe o poente
Mas ainda é vasto o caminho
Procuro o amor que venero
E que há muito tempo espero.

Percorro o mundo inteiro
Vou do Tártaro até o Olimpo
Pareço um poeta errante
Buscando um sonho distante.

Não sei quando vai se findar
Essa jornada incessante
Sigo andando sem saber se um dia
Encontrarei um oásis de alegria
Onde possa enfim descansar.

CLAY REGAZZONI
(direitos reservados ao autor)

Postagens mais visitadas deste blog

Para Sempre - Carlos Drummond de Andrade

"POEMA DE UM SONHADOR"